Acompanhando o Papa BENTO XVI na Terra Santa: Papa deixa bilhete no Muro das Lamentações pedindo a paz.

272966

Bento XVI diante do Muro das Lamentações

 

Bento XVI viveu esta manhã um dos pontos altos de sua visita à Terra Santa ao dirigir-se ao Muro das Lamentações, à imagem do que aconteceu na viagem de João Paulo II em 2000.

O Papa leu um Salmo em Latim antes de colocar um bilhete nas fendas das rochas, como é tradição, e recolher-se em oração, em silêncio. O Rabino do Muro Ocidental, Samuel Rabinovich, também recitou um Salmo em hebraico.

Eis o conteúdo do bilhete depositado pelo Santo Padre:

“Deus de todos os tempos, na minha visita a Jerusalém, a ‘Cidade da Paz’, morada espiritual para judeus, cristãos e muçulmanos, trago diante de Ti as alegrias, as esperanças e as aspirações, angústias, os sofrimentos e as dores de todo o Teu povo espalhado pelo mundo. Deus de Abraão, Isaac e Jacó, escuta o clamor dos aflitos, dos amedrontados, dos desesperados; manda a Tua paz sobre esta Terra Santa, sobre o Oriente Médio, sobre toda a família humana; desperta o coração de todos aqueles que chamam o Teu nome para que queiram caminhar humildemente no caminho da justiça e da piedade. ‘O Senhor é bom para quem nele confia, para aquele que o busca’ (Lm 3, 25)”.

O Muro é o único vestígio do antigo templo de Herodes, erigido pelo rei, o Grande no lugar do primitivo Templo de Jerusalém. Foi destruído por Tito no ano 70.

A Praça do Muro das Lamentações é visitada por milhões de judeus que oferecem orações e bilhetes contendo desejos profundos que são inseridos entre as fendas das pedras.

O Papa foi recebido no local pelo ministro israelita do turismo, Stas Meseznikov, que falou de Jerusalém como “centro espiritual de todas as nações da terra e capital eterna de Israel”.

“A vossa visita tem um significado histórico para judeus e cristãos de todos os lugares”, indicou o ministro.

Antes da visita ao Muro das Lamentações, sítio central para o mundo judaico, o Papa visitou a Cúpula da Rocha, na Esplanada das Mesquitas de Jerusalém, e realizou uma visita de cortesia ao Grão-Mufti.

Fonte: Ecclesia

Postado por Elke Lichtnow

Deixe um comentário

Arquivado em Sem categoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s